ENEM

Redação Enem: Guia definitivo de como tirar nota mil

Já vamos iniciar este texto pedindo para que você tenha paciência e perseverança e leia até o fim essas linhas aqui escritas, garantimos que ao final você terá algo a mais para redigir uma boa redação no Enem e também em qualquer outra prova que por ventura tenha a redação como uma das cobranças

Muitas vezes ao depararmos com um texto mais longo temos a tendência em sair, mas para fazer uma guia de como escrever uma redação nota mil é necessário um pouco mais de detalhe, é impossível escrevermos com menos de 500 palavras.

Se você achar nosso texto relevante pedimos para que deixe seu comentário abaixo ou mesmo compartilhe com seus amigos, coisas boas devem ser replicadas com outras pessoas.

A redação no Enem

Antes de mais nada é preciso saber se você está disposto realmente a tentar ter uma nota alta em seu próximo texto que fizer em alguma prova, principalmente no Enem. Muitas vezes queremos resultados, mas não queremos trabalho. Se sua intenção é ter bons resultados em provas, mas não está disposto a pagar o preço, infelizmente pode parar por aqui, pois não temos fórmulas mágicas, afinal, ninguém tem.

O que temos para oferecer são dicas que realmente podem ajudar, mas elas sozinhas não podem fazer nada. Pense nisso!

Você já fez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou será sua primeira vez? Se você já fez sabe da complexidade que é fazer um texto com o tempo contado, sobre um tema que você não esperava e ainda usar argumentos bons.

Na prova do Enem não é só a prova de redação que existe, há também as provas objetivas, aí complica muito a vida do candidato.

Não se esqueça que a redação vale mil pontos, isso é muita coisa e não devem ser desperdiçados. Todas as pessoas que tiveram e que terão notas altas no Enem também fizeram uma boa prova escrita. E se você quer fazer um faculdade de um curso bem concorrido como o de medicina é só mesmo tendo notas altas na redação do Enem.

O que é cobrado na redação do Enem?

Duvido muito se você já leu a Cartilha do Participante do Enem para saber quais são as regras cobradas na prova de redação. Não se sinta mal se por acaso realmente não tenha lido, muitas pessoas não fazem isso, algumas nem sabem da existência.

Essa cartilha contém todas as informações pertinentes à prova de redação, em especial as 5 competências cobradas, que falaremos um pouco sobre. Mas antes de falarmos das competências veja o que foi escrito na cartilha de 2017 que resume de forma ímpar o que esperar na prova do Enem.

Se você souber tudo o que diz o texto acima tirará a nota mil com certeza, por esse motivo ele será o nosso texto inspirador e tentaremos falar um pouco das partes principais que o compõe.Lembre-se que a prova será corrigida por dois professores que utilizarão das 5 competências para atribuir nota à redação. Cada competência vale de 0 a 200 pontos e como são cinco competências o total é 1000 pontos distribuídos.Na hora da correção cada competência é avaliada de forma separada pelos dois professores, se você tirar o total em cada uma delas significa que no final terá a nota máxima. Veja quais são essas famosas competências que você deverá ter atenção:

Agora que já foram apresentadas a você, vamos ver o que significa cada uma delas. Se dominar todas as 5 competências sua nota estará garantida.

Competência 1

Lembra quando odiava aquelas aulas de português do Ensino Médio? Temos uma notícia para lhe dar, a primeira competência diz exclusivamente daquelas aulas.

Há pessoas dizendo por aí que não é mais importante aprender sobre as normas da língua portuguesa e isso não é verdade, o que não tem mais sentido nos dias de hoje é decorar certos nomes, mas saber como utilizar esses elementos é extremamente importante.

A redação no Enem deve utilizar das normas cultas da língua, ou seja, não cabe a informalidade que usamos na nossa linguagem oral. Claro que pode usar em algum momento alguma expressão da linguagem oral, desde que saiba marcar para a pessoa que irá corrigir o que você fez.

O texto deve ter fluência na leitura e para isso é necessário saber utilizar bem da construção sintática, como formar uma frase usando da coerência e também da coesão.

Fique atento em seu texto aos seguintes aspectos

  • acentuação
  • vírgula
  • ortografia
  • separação de sílabas
  • uso do hífen
  • uso das letras maiúsculas e minúsculas
  • concordância verbal e nominal
  • flexão verbal e nominal
  • pontuação
  • regência verbal e nominal

Esses são os principais aspectos gramaticais que deve ficar atento. Olhando essa lista causa um pouco de desespero, mas não é para tanto, pois se irá fazer a prova do Enem significa que já terminou o Ensino Médio e lá você estudou tudo isso. Se por acaso não lembra o jeito é relembrar estudando ou se for o caso aprender tudo do zero.

Veja abaixo mais um quadro detalhado do que será cobrado dentro da competência 1 e suas respectivas pontuações

A sua produção escrita no Enem terá nota mil se, e somente se, for conforme esse quadro acima. A ideia de demonstrar cada detalhe não é para assustar e sim para deixar claro o que é preciso fazer e o que não fazer para ter uma pontuação alta na prova de redação no Enem. Neste texto falaremos também de algumas dicas para você arrebentar, então fique calmo.

Competência 2

Preste bem atenção nas partes que compõe a Competência 2, pois é nela que muitos candidatos tiram nota zero, daí dá para perceber sua importância.

Na prova de redação do Enem é proposto um tema para que o candidato o desenvolva e espera-se que ele compreenda bem o que está sendo pedido. O tema é proposto e juntamente vem textos motivadores para que os candidatos compreendam qual deve ser o assunto central.

Lembre-se de que os textos motivadores servem apenas como “inspiração”, não devem ser copiados em sua redação. Não fique preso às ideias dos textos motivadores, eles estão ali apenas para “despertar uma reflexão” sobre o tema proposto.Pense neles apenas como gatilhos para seu cérebro que despertará com uma ideia interessante sobre o assunto.

Para escrever uma boa redação de acordo com a Competência 2 é preciso utilizar na redação várias áreas de conhecimento e isso só é possível fazer por pessoas que procuram ler sobre diversos assuntos. A leitura de jornais e revistas sobre diversos temas ajuda bastante na confecção da redação.

Deve-se ter atenção à fuga do tema proposto, há limite que deve ser usado, muitos candidatos devaneiam e escrever sobre diversas coisas que não tem a ver com o tema proposto e isso tem como resultado a nota zero.

O candidato deve costurar vários assuntos que tem conhecimento, mas sempre dentro da proposta estabelecida, por isso muita atenção ao que é pedido

Atenção ao tipo textual também é importantíssimo, a redação do Enem deve ser escrita dentro do padrão dissertativo-argumentativo. No texto dissertativo-argumentativo você terá a missão de expor seu ponto de vista e de convencer o leitor de que seu ponto de vista está correto. Para convencer uma pessoa que o seu ponto de vista é correto em um redação é preciso usar de argumentos verdadeiros, sólidos e que tenham conexão durante o texto.

Aquela antiga fórmula Introdução, Desenvolvimento e Conclusão é utilizada aqui nesse caso. No início apresenta-se qual a sua tese, depois vai desenvolvê-la mostrando o porquê ela esta correta e por fim você concluiu mostrando ao resultado que chegou.

Para convencer um leitor você pode usar de algumas técnicas em seu texto como:

  1. Use exemplos
  2. Se souber use de dados estatísticos de pesquisas
  3. Cite fonte renomadas e confiáveis
  4. Faça comparações inteligentes

Veja as dicas que o Manual de Redação do Enem dá aos candidatos

Veja abaixo mais um quadro detalhado do que será cobrado dentro da competência 2 e suas respectivas pontuações

Competência 3

Compreender a Competência 3 não é o problema, é simples, a dificuldade mesmo está na execução. A ideia central que eles irão cobrar de você na redação do Enem neste tópico será a clareza de seu texto.

“Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações” diz respeito de como você deve fazer um texto inteligível e coerente com o seu ponto de vista. Pode acontecer de um candidato ter um ponto de vista interesse em relação ao tema proposto, mas o seu texto não é inteligível, ele não demonstra conexão entre seus argumentos e isso deixa o texto confuso e às vezes até contraditório.

Cada parágrafo do texto deve ter relação com os demais, eles devem ter coerência e mostrar uma progressão. Cuidado no vocabulário usado é muito importante, selecionar os argumentos a serem desenvolvidos também.

Pense bastante na lógica de seu texto para chegar a conclusões que o leitor irá entender, podem até discordar, mas entendem a evolução de seus argumentos.

Uma dica é fazer um projeto da redação antes de escrevê-la, colocar no papel suas ideias centrais e pensar como irá desenvolvê-las. Realmente é bastante difícil ter tempo para todas essas coisas, mas com o treinamento isso pode ficar mais fácil e rápido para ser feito.

Resumindo:

Veja então no quadro abaixo como será avaliado cada item

Competência 4

A Competência 4 é uma continuidade, mas agora o candidato deve fortalecer seu ponto de vista com o uso adequado da língua portuguesa mostrando assim as suas ideias. De nada adianta ter um ponto de vista interessante, mas na hora de transcrever para o papel não utilizar os recursos que a língua oferece.

Na construção da argumentação da redação do Enem o Manual de Redação estimula o candidato a fazer uso de alguns recursos possíveis. Dentre eles está o uso de parágrafos, é necessários fazer uso.

Usar também os conectivos de nossa língua é importante, os parágrafos e frases devem ter uma coesão e as preposições, conjunções, advérbios e locuções adverbiais são responsáveis por isso.

Variados recursos linguísticos devem ser usados, em uma frase deve-se usar pronomes, por exemplo, em substituição a algum termo já citado. A possibilidade do uso também de sinônimos quando um termo já fora usado, é mais um exemplo.

Em resumo, preciso demonstrar para os corretores da redação do Enem que você tem conhecimentos dos recursos linguísticos existentes e não precisaria citar, mas erro ortográfico e de concordância não pode haver.

Veja no quadro como serão avaliados cada item dessa competência

Competência 5

A última competência para elaborar a redação no Enem quer que o candidato apresente uma proposta de intervenção concreta e não genérica. Uma proposta que diga como de fato pode ser feita a coisa no mundo real, sem devaneios.

Além do mais, como a proposta deve ter um argumento sólido e real, ela não deve ferir os direitos humanos, pois vivemos em um país em que os direitos humanos foi adotado por toda a sociedade como nortear das atitudes.

Mesmo que você talvez não concorde com os direitos humanos, na prova do Enem só será aceita propostas que tenham como princípio esses direitos. Nada de apresentar uma proposta que vá contra os direitos humanos

Veja como será avaliada a última competência

Resumão

Como este texto está sendo, pelo menos até o momento, pensado em cima do Manual de Redação do Enem que foi lançado em 2017 então nada melhor usar o resumo dele, pensamos que o objetivo deste texto é o melhora para você que está lendo e como não faríamos um resumo melhor achamos por bem mostrá-lo na íntegra.

Dicas para fazer a redação

Depois de vermos tudo o que será cobrado e exigido na redação do Enem vamos dar umas dicas para diminuir sua dificuldade na hora da prova. No nosso site há outros textos sobre a redação do Enem, caso queira mais coisas sobre o assunto

A prova de redação do Enem pode ter no máximo 30 linhas, na hora pode parecer muita coisa, mas não é. É um espaço pequeno para desenvolver uma ideia, mas é um espaço suficiente se você for objetivo.

Cada pessoa tem seu método na hora do Enem, mas iniciar pela redação pode ser uma boa escolha, pois não dá para saber com exatidão quantos minutos serão gastos ali. Deixar para a última hora de prova você já estará cansado, raciocínio mais lento e terá mais dificuldade em pensar em uma proposta de intervenção interessante, fazer o rascunho, passar a limpo, etc.

Às vezes na hora da redação a gente gasta alguns minutos pensando sobre o que irá escrever, qual será a introdução, o desenvolvimento e a conclusão. Então começar a prova pela redação é uma boa, cabeça ainda leve e com todo o tempo para ser usado, claro que quanto mais rápido fizer melhor, pois há outras provas a serem feitas.

A maior dica para a prova de redação infelizmente é treinar. Não tem jeito, se quiser ser bom em redação você deverá fazer inúmeras até o dia da prova do Enem. Pode parecer cansativo, mas é o único jeito.

Por fim ler bastante é importante, ser uma pessoas informada é fundamental na construção de seu texto, pois o tema da redação do Enem você só saberá no dia da prova. Estar bem informado dos acontecimentos atuais é primordial, sem isso não há chance de ter uma redação nota mil.

Enfim, acreditamos que este manual que fizemos está bem completo dentro do que é esperado para a redação do Enem, é claro que há inúmeras dicas que poderiam ajudar, mas seriam apenas complementos. O primordial é conhecer bem o Manual de Redação do Enem, ler muito, treinar muita redação.

Se você gostou do texto deixe seu comentário abaixo, se tiver alguma dúvida pode escrever abaixo também.

Leave a Comment